pinceladas de preto na decoração

Foto: Manolo Yllera

Com pinceladas de preto na decoração e poucos e muito bons elementos esta sala de jantar oferece uma maneira diferente de dispor uma mesa de forma orgânica e também foge da solução de iluminação mais usual de pendente sobre a mesa.

O projeto de interiores é de autoria de Julie Hilman e ela preferiu deixar a sala bem clara para receber a mesa, as cadeiras de autoria de Charlotte Perriand e Jean Prouvé, respectivamente, e as  obras de arte , estrategicamente colocadas na parede e no aparador.

E porque esta cena é tão atraente? Ela se torna atraente pela sua “simplicidade”, por possuir características sutis mas ao mesmo tempo muito óbvias, pois quando se escolhe ter uma peça marcante de mobiliário que faz o papel de protagonista, neste caso aqui a mesa, é quase inevitável que se tenha também uma obra de arte para não deixá-la sozinha, é quase como ter um par romântico do filme (risos) e ter dois protagonistas.

MATERIAIS/CORES E MÓVEIS

Voltando o foco para as pinceladas de preto na decoração desta sala de jantar, elas, pinceladas de preto, foram importantes para de maneira muito delicada destacar a mesa e cadeiras e para ter uma relação com a obra de arte na parede ao fundo.

Tanto o piso quanto o tampo da mesa possuem um tom de madeira bem claro, porem percebam o desenho tipo “chevron” do piso que faz com que o piso tenha um movimento e desta forma se destaque no ambiente e forme, visualmente falando, um tapete na sala cujas paredes e teto  são brancos.

CADEIRAS

As cadeiras usadas também tem um tom de madeira claro no seu assento e encosto e apenas a estrutura em ferro pintado são na cor preta, com se estivesse fazendo o contorno em preto no seu desenho. Elas são de autoria do designer Jean Prouvé ( década de 30) e atualmente a Vitra a fabrica oferecendo mais cores para a  estrutura e também outras opções de tom de madeira para assento e encosto.

Cadeiras: 1. Standard – Jean Prouvé l 2. Belleville – Vitra l 3. Cesca – Novo Ambiente

MESA

A mesa com tampo de formato orgânico é de autoria de Charlote Perriand, uma designer francesa que fez parte do estudio de Le Corbusier e assinou junto a ele varias peças que achamos ser de autoria apenas dele, como por exemplo a Chaise Longue – LC4.

Uma mesa retangular ou com bordas arredondas também ficam muito bem ao encostá-las na parede. É uma solução boa para quando não se tem a circulação ideal para deixar em todos os lados em volta da mesa.

Outras ideias:

Mesas : 1. Solvay – Vitra l 2. Savoy – Arquivo Contemporaneo 

ILUMINAÇÃO

Saindo da solução mais óbvia a luminária de parede além de ter o seu uso apropriado, iluminar a mesa de jantar, ela ainda tem um caráter estético, parece uma escultura muito leve dando o toque de preto na decoração  com suas hastes finas orientadas em sentidos diferentes trabalhando o espaço aéreo de maneira irreverente e ainda permite brincar com  a orientação da luz.

Esta luminaria é do designer Serge Mouille, um designer francês que ficou conhecido principalmente por suas luminárias nas décadas de 50/60 e aqui no Brasil podemos encontra-la na Renome Art e Design, São Paulo, SP.

Luminárias: 1 . Sconce – Serge Mouille – Renome l 2. Potence Pivotante – Novo Ambiente

ARTE

A arte visual na parede de Andrea Branzi (arquiteto e designer italiano), Trees and Stone, ao fundo, tem papel fundamental para “fechar” o ambiente. Até agora o preto na decoração era sutil, presente na estrutura das cadeiras, na estrutura da luminária e na peça cerâmica sobre a mesa. Com a obra parece que tudo se enquadrou e ela favoreceu e deu destaque ao tons de madeira claros do mobiliário e piso.

Nao foi a toa que a designer deixou todas as paredes brancas para receber a obra, elas sumiram, ao mesmo tempo que visualmente parecem fazer parte da obra de arte.

Arte : 1. Acrilico sobre tela – Robert Motherwell l 2. Da série Desumanos – Eduardo Haesbaert – Galeria Bolsa de Arte

Um ambiente pode ter aqueles toques da cor que mais gosta em detalhes assim como neste ambiente que tem o preto na decoração mas de forma sutil e marcante ao mesmo tempo.

Sutil porque nao há campos muito grandes na cor preta na sala. Podemos ver o preto como mencionei, na estrutura das cadeiras, na luminária , na peça sobre a mesa e de maneira mais intensa e forte, tanto de presença como de importância visual/artistíca, na obra de arte de Andrea Branzi (vale a pena conferir um pouco mais do trabalho deste arquiteto).

Desta maneira, voces podem ter a cor que quiserem/gostarem mais em pinceladas, não precisam ter uma parede inteira ou móveis da cor para conseguir a presença de uma cor. Acho até mesmo que ela vai saltar mais aos olhos se todo o restante for mais neutro, como no cas0 deste ambiente de sala de jantar, e aqui e acolá , sejam nos detalhes dos móveis ou em obra de arte, pincelar com uma cor a cena.

Com qual cor vocês gostariam de pincelar sua casa ou um ambiente dela?

Pensem e depois me falem, posso fazer um post com a sua cor. Por exemplo: vermelho na decoração .

O que acham?

Beijos e até a próxima cena!

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>