Quarto personalizado

quarto personalizado

Ideias não faltam para criar a decoração de interiores de um quarto personalizado, mas como aqui não tenho uma pessoa ou pessoas em especifico para receber as informações através de uma longa conversa com ela(s) sobre, por exemplo, seus anseios, o que gosta de fazer, cor predileta, lugar que gostaria de conhecer e/ou aquele que já foi e é inesquecível, entre outras tantas coisas a saber,  para assim poder criar e montar o espaço, vou , portanto, mostrar neste post um quarto que na minha opinião tem muita “personalidade”.

Antes que pense : “mas esta foto não mostra quase nada do quarto…” lhe digo que mostra sim e que a imagem me dá a liberdade de completá-la, de acrescentar o que falta nela para personalizar o quarto, de compor a decoração do seu interior imaginando o que a pessoa apreciaria.

Eu imagino que seu dono(a) adora o mar, a praia e suas cores, curte a arte da fotografia  e gosta também de coisas naturais, simples e digamos até mesmo casuais.

Este ambiente (quarto) é a sua maneira , despretensioso, nada certinho demais e não é também, eu diria , “fancy”, ou seja, seu design de interiores não usou móveis e objetos de valores altos e acabamentos sofisticados.

CORES

A parede de fundo possui a marcação dos tijolos e foi pintada de branco deixando apenas o vincos formados pelo  assentamento dos blocos. Esta é uma maneira prática , rápida e econômica quando se quer deixar o ambiente neutro para que ele receba o que bem quisermos, sejam os móveis, arte, objetos e roupa de cama, no caso aqui um quarto.

Sobre o branco vem a paleta de  cores formada pelas cores da fotografia acima da  cama e da sua roupa: lençol, colcha, travesseiros e almofadas.

O azul predomina mas de maneira sutil, ele não é a base mas ao mesmo tempo percebam como o azul do mar da fotografia capta nosso olhar primeiro do que todo o resto e ele se repete na manta e em algumas almofadas sobre a cama. O bege faz a base na horizontal e um tom de telha e listras “quebram” e valorizam estas duas cores.

ARTE

A personagem principal deste quarto é sem duvida a fotografia sobre a cama . A imagem do mar com seus tons de azuis , desde o mais escuro e profundo que vai esmaecendo, clareando até se  confundir com o fundo branco do encontro da linha do horizonte com o céu, dá leveza a imagem, proporcionando a quem a vê a sensação de serenidade  e até mesmo de paz.

As fotografias abaixo são do fotográfo Thomas Baccaro que tem um trabalho cuja sensibilidade do olhar para captar a luz natural é bem marcante e facilmente identificada nas suas obras. As duas paisagens apesar de terem o mar como fundo principal elas são completamente diferentes, mas esta foi a minha real intenção, para mostrar que a fotografia pode remeter a você diferentes sensações e que em um quarto personalizado o profissional, quer seja arquiteto/arquiteta ou quer seja decorador/decoradora, ajuda na orientação e  indicação do trabalho de um artista, nas proporções ideais da arte,  nos tons das cores, mas com relação a imagem fotográfica em si quem precisa se identificar com ela é quem vai olhá-la todos os dias, é quem vai ser tocado de alguma forma pelo o que o olhar de outra pessoa captou em um lugar, em um instante.

ROUPA DE CAMA

Tecidos naturais  são sempre a melhor opção  e para apenas demonstrar a paleta de cores que se define também nos tecidos da roupa de cama selecionei alguns e fiz algumas composições levando em conta as fotografias que escolhi para mostrar que se pode brincar um pouco também com as texturas dos tecidos e sair do pacote pronto geralmente oferecido.

Tecidos como o linho ou algodão mais estonado e com listras de diversas espessuras podem ser encontrados em lojas como : JRJ tecidos, Print’s tecidos e AGAIN.

Vejam como uma fotografia com sua paleta de cores pode influenciar e guiar na escolha dos acabamentos , móveis, etc.

MÓVEIS

Apesar de não vermos na imagem nenhum móvel que sirva de apoio lateral `a cama, podemos imaginar que tipo móvel poderíamos ter. Gosto muito da ideia de ao invés de colocar um criado mudo usar uma cadeira, uma mesa lateral ou banco para fazer de apoio para colocar uma luminária para leitura, o(s) livro(s) da vez ou outra peça para fazer parte do charme e “personalidade” do quarto.

Separei abaixo tres opções bem distintas, um banco , uma cadeira (sim, experimente, fica transado e diferente) e outro banco um pouco mais baixo que pode, na verdade, compor com outro móvel.

ILUMINAÇÃO

Um pendente em papel estilo japonês faz a iluminação central e apesar de não vermos na imagem deste quarto,  sempre sugiro iluminação nos apoios laterais da cama, sejam nos criados mudos ou em um banco/cadeira.

Para esta atmosfera imagino luminárias de mesa de design limpo e com material e cor que não interfiram visualmente no conjunto, que sejam práticas e favoreçam a leitura. A luz deste tipo de luminária também ajuda a proporcionar um cenário intimista quando se deixa apenas as laterais acesas. A luz baixa deixa o ambiente mais aconchegante principalmente quando se pretende relaxar, se deixar levar pelos pensamentos, imaginação e assim adormecer.

Vejam algumas opções. As peças do designer Isamu Noguchi que deixou um grande legado tanto no âmbito da cultura como do design de móveis e luminárias , podem ser encontrada nas lojas Vitra e MiCasa.

O que acham que poderia se ter a mais para compor este quarto? Ou melhor… como seria o seu quarto? No que poderia se inspirar, quais referências  poderiam buscar e com as quais possam se identificar?

Deixo aqui esta interrogação para que possam brincar um pouco com a imaginação. Ou ainda, quem sabe, numa gostosa brincadeira ajudo a vocês a montar o SEU quarto personalizado. Escreva seu comentário, questões, dúvidas e devaneios (risos) aqui :).

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>