Sala de casa na Grécia

Foto: Ricardo Labougle Via www.elledecor.com

Como vocês imaginam ser uma sala de casa na Grécia? O mais fácil é pensar que a sala teria características  típicas de uma decoração das casas das ilhas gregas, com móveis de base de alvenaria e uma paleta de cores que seguindo tons de azuis e branco, uma combinação encantadora por sinal, mas no caso desta sala de casa no país do azul e branco nos deparamos com uma atmosfera formada por itens tanto de mobiliário quanto de arte bem inesperados e que por sairem do convencional, surpreende de uma forma que nos leva a pensar: minha casa na cidade precisa ter “cara” de casa da cidade?

Eu sou da opinião que não! Aliás sou da opinião que não há regras e nem padrões para se seguir quando falamos de conceituar e fazer a arquitetura de interiores de uma residência.

Desta forma, conseguem imaginar ao contrário? Uma sala de casa em plena São Paulo com uma inspiração / referências de arquitetura de uma casa da Grécia? Imaginem ! Seria um luxo! Gosto só de pensar na surpresa que causaria nas pessoas, na sensação de frescor, sim porque as cores são muito claras e vivas ao mesmo tempo transmitem uma tranquilidade que é talvez oriunda da luminosidade que o predomínio do branco traz.

Mas vamos lá, vou ser mais sucinta neste post e mostrar através dos tópicos que costumo ressaltar o que fez desta sala de casa na Grécia ter uma decoração, vamos dizer, mais contemporânea.

CORES

Um pano de fundo inteiro branco com exceção do mar Egeu ao fundo e a Rainha Elizabeth por Andy Warhol pendurada na parede. Além desta contradição bem intrigante o arquiteto apesar de não abrir mão do azul como cor predominante, ele usou de pequenas pinceladas da cor laranja nas almofadas, uma referência `as cores da tela da rainha? Talvez.

Tecidos : 1. Listra – Print’s Tecidos  l 2. Linho Laranja – Print’s Tecidos l 3. Azul – Sunbrella – Regatta Tecidos

MÓVEIS

Além do sofá que faz um grande “L” com suas almofadas azuis no assento quase como que querendo imitar o mar, duas poltronas possuem grande presença. Por terem estrutura de madeira e um desenho, posso dizer, mais ousado, se destacam e formam um conjunto descontraído nesta sala de casa.

Eu até sugeriria uma poltrona com um desenho mais delicado, ao mesmo tempo que irreverente.

Poltronas: 1. Temes – Latoog l 2. Pelicano – Jorge Almor – Novo Ambiente

ILUMINAÇÃO DECORATIVA l ARTE

Para finalizar a luminária Lampe de Marseille de Le Corbusier e a tela de Andy Warhol chegam para cumprirem o papel de tirar de vez o estereótipo de sala de casa da Grécia.

Além de ser uma obra de arte Pop, uma das principais característica das obras de Andy Warhol,  o retrato é da rainha Elizabeth II. Não poderia ter sido escolha melhor. Uma peça de design pelo arquiteto que criou os Cinco Pontos da Nova Arquitetura (planta livre, fachada livre, pilotis, terraço jardim, janelas em fita) fazendo parceria com a arte tão irreverente de Andy Warhol em uma ilha na Grécia.

Luminárias: 1. Lampe de Marseille – Le Corbusier – Novo Ambiente l 2. Flash.ar – Bertolucci l 3. Retrato de Elizaberth Taylor – Liz #3, Early Colored Liz, 1963 – Art Institute of Chicago, USA

Na cena de hoje posso dizer que se não fossem as paredes com a textura branca (pedra pintada) tão característica da Grécia eu não diria que ficaria em uma de suas ilhas. A maneira irreverente como o arquiteto Andrew Sherman criou a arquitetura de interiores desta casa para sua família é um grande exemplo de que não se precisa fazer uma arquitetura “padrão” de um lugar pelo simples motivo de se estar nele. Acredito que vocês podem ter para suas casas as referências com as quais mais se identificarem  e gostarem, independentes das tão faladas “tendências” e esteriótipos.

E para provar que o inusitado não se deteve apenas na sala vamos ver o corredor com luminárias Le Corbusier e a cozinha com mármore carrara?!

Impressionem-se e inspirem-se!

Até o próximo post com uma grande novidade. 🙂

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>