Sala de casa – a estrutura atrás da cena

Em uma sala de casa, principalmente aquelas quando são reformadas, é muito comum encontrar surpresas arquitetônicas da sua estrutura das quais pode-se tirar partido para valorizar o ambiente e trazer para a decoração um pouco da historia da própria edificação.

Na reforma deste apartamento em Tribeca, Nova Yorque, o arquiteto Shamir Shah abriu completamente as salas (jantar e estar) para a cozinha e deixou a vista as lindas colunas e vigas originais de madeira desta sala de jantar, permitindo assim que um pouco da memória  do lugar invadisse e fizesse parte do design de interiores da sala.

Claro que para se fazer isto precisa da ajuda de um profissional, um arquiteto e dependendo da situação de um engenheiro também, para não haver nenhum dano a estrutura da edificação, quer seja um edifício quer seja uma casa.

CORES

A paleta de cores do ambiente é neutra, ela está basicamente nos materiais utilizados tanto da estrutura como do mobiliário.

Vejam que toda a base, paredes, é na cor branca. O tom “dourado” da madeira das colunas e vigas bem como das cadeiras esquentam o ambiente e entra em contraste com o aço inox escovado usado na parede ao fundo da cozinha e também com o tom bem escuro da madeira do piso e tampo da mesa de jantar.

Fotografia: Manolo Yllera

MATERIAIS

MADEIRA

Presente nas colunas estruturais, no piso e no mobiliário, a madeira tem um papel importante aqui, como mencionei antes,  de“aquecer” o espaço diante da “frieza” do aço inox na cozinha que faz o fundo da cena da sala de jantar e também diante a ausência de cor das paredes, ou melhor, da junção de todas as cores do espectro de cores, que é a cor branca.

É importante notarem que a madeira das colunas não é a mesma das cadeiras, e não precisaria ser mesmo, mas ao mesmo tempo elas , vamos dizer assim, casam (risos). Além disto, para valorizá-las o arquiteto usou um tom de madeira mais escuro no tampo da mesa e no piso também. Imaginem que se todos estes elementos que tem a madeira como material fossem no mesmo tom e/ou  na mesma madeira, não se perceberia as suas diferenças, suas caraterísticas, formas e detalhes. São sutilezas assim que tornam o ambiente aprazível ao olhar sem muito saber o porque.

O piso é uma tábua corrida ebanizada e já falei um pouco sobre ele no post Contrastes que foi usado em uma cozinha aberta.

AÇO INOX

O aço inox usado para revestir a parede de fundo da cozinha, da sua bancada e armários inferiores dá o toque de contemporaneidade ao apartamento, e faz contra ponto aos materiais mais rústicos como a madeira das colunas e vigas.

Este contraste de materiais, hora contemporâneo e hora rústico é um dos princípios de design de interiores que o arquiteto adotou para este projeto. Qual seria um outro? A ausência de cor nas paredes deixando como protagonistas os móveis e materiais fazerem o papel de colorir, também poderia ser um outro principio.

Aço inox l madeira antiga/demolição l assoalho de madeira ebanizada

MÓVEIS

MESA DE JANTAR

A mesa tem tampo de madeira nogueira bem escura e preserva o  desenho orgânico natural das bordas. Ela foi desenhada pelo designer Tyler Hays, proprietário da marca BDDW, uma empresa americana voltada para o design de móveis com características artesanais mas também atemporais.

Vejam que interessante, mais uma vez o arquiteto escolheu uma peça que possui contraste de materiais e o usou com subterfúgio para valorizar a peça  com todos os outros itens escolhidos para compor a decoração da  sala.

1.Mesa jantar – Madeirado l 2. Mesa jantar – Arboreal

CADEIRAS

As cadeiras são da mesma marca, BDDW, e ela tem um desenho bem simples porém tem um detalhe que faz toda a diferença. O seu encosto possui um couro tipo sola avermelhado, mas que não é acolchoado e o assento usa o mesmo mesmo material mas com um pouquinho de espuma para dar mais conforto para sentar e fazer as pessoas quererem ficar mais tempo à mesa.

Agora vejam com atenção e percebam que para quebrar a monotonia do que seriam doze cadeiras em volta da mesa, o designer colocou um banco sem encosto seguindo a mesma linha das cadeiras.

1. Cadeira Square Guest – BDDW l 2. Cadeira Nikolas – Sérgio Rodrigues – Dpot l 3. Cadeira CA-02 – Bernardo Figueiredo

ILUMINAÇÃO

Apenas para falar um pouco da iluminação decorativa mas ao mesmo tempo complementar. O conjunto de pendentes colocados sobre a mesa compõem o ambiente, que tem um pé direito alto, foram posicionados em diferentes alturas e formam um jogo diferente de composição dependendo do ângulo da perspectiva que se olhar.

1.Pendente Mendonza – Collector55 l 2. Pendente Lexus – Collector55 l 3.Pendente Marajó – Cristiana Bertolucci

Atrás da cena de cada sala de casa podemos encontrar elementos que são os principais destaques para o ambiente se tornar aprazível ao olhar ao primeiro momento, mas também para que ao permanecer nele também possa sentir conforto, bem estar, despertar vários sentimentos e até mesmo ações. Achamos também elementos que não chamam tanta atenção, mas que intrinsecamente estão presentes  e são peças fundamentais para a formação de todo o projeto da sala de casa.

Neste post citei os principais elementos que foram: a própria arquitetura do espaço cujas estruturas aparentes são em madeira e metal ; o mobiliário ( cadeiras e mesas), a iluminação e os materiais tanto dos móveis quanto das peças estruturais, piso e paredes.

Desta forma, eu dou quase como um pequeno guia para que ao visitar algum lugar ou estiver olhando imagens de ambientes, vocês  voltem a atenção não apenas para uma cadeira bonita, uma cor de parede ou um quadro, pois é a combinação de todos os elementos que fazem a cena se tornar atraente, mesmo sabendo que quase em toda cena haverá um protagonista. 😉

Gostaria da opinião de vocês. Vocês acham que nesta cena tem um elemento que seja o protagonista ? Se sim, qual seria?

Me contem aqui ou lá no Instagran. Vou adorar trocar ideias e ajudar no que eu puder a vocês terem também o seu Atrás da Cena.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>